Macis: conheça essa especiaria que pode ser usada no combate às dores inflamatórias e na regulação do intestino

A descoberta aconteceu na época em que os portugueses eram fascinados por especiarias. Em um arquipélago na Indonésia, chamado de ilhas Maluku, eles encontraram a Noz Moscada e o Macis.

Para quem não sabe, a noz moscada é o fruto da moscadeira, é como uma semente que nasce dentro de uma fruta parecida com o pêssego na tonalidade amarela. Envolta dessa fruta existe também uma cobertura de cor vermelha, que, ao secar, tonar-se alaranjada, é o macis.

Ou seja, as 2 especiarias veem da mesma fruta. As duas são usadas atualmente em forma de pó e devem ser utilizadas com muita parcimônia. Inclusive, elas têm pontos opostos, o macis tem aroma mais intenso e saber mais fraco.

Tanto é que é aplicado em pratos picantes com peixes, tais como o Molusco, Crustáceos e Aves como a Vitela e o Coelho. Além disso, em muitos casos, é acrescentado à manteiga ou em queijos e cremes, para acompanhar massas e risotos.

Na Europa o uso mais comum para a especiaria é no purê de batata, e na Itália, em particular, usa-se muito em macarronadas. Já na Índia e na China, o uso é muito frequente, e em qualquer tipo de prato, seja doce ou salgado. Os relatos ainda contam que na época medieval, ele era muito usado em conjunto com o açúcar e o mel.

Essa versatilidade do produto é possível devido à composição dele, que é de 12% de óleo essencial, sendo que dessa parte, cerca de 80% é de terpenóides e a outra concentração é de fenilpropanóides.

Essa composição torna um alimento indicado pelos especialistas da saúde, já que ajuda a combater a formação de gases e a formação da secreção biliar, enfim, é digestivo e estimulante. Também é indicado para processos inflamatórios, ajudando a reduzir a vermelhidão e o inchaço. Porém, como todo alimento, o excesso também pode ser prejudicial.

Quando o macis não pode ser usado, o chef ou o cozinheiro pode usar a noz moscada, em uma quantidade 25% menor do que seria usado se fosse o macis.

Reprodução: Google

Como Plantar: as sementes devem ser semeadas em canteiros. Tem que haver um distanciamento entre 3 e 5 centímetros em posição horizontal e exposição à luz natural, diariamente. O fruto amarelo se formará da árvore e dentro dele se revelará a noz moscada. Se ela for seca, pode formar o macis, através da casca.

Dica de Receita: Se você ainda não sentiu o gosto, temos a indicação de uma receita muito simples e que pode ser usada no preparo de algum doce. É a calda de maças com macis. Os ingredientes são 1 xícara de chá de açúcar, 1 pitada de sal, ½ colher de chá de macis moído, ½ colher de chá de canela em pó, 4 maças ácidas descascadas e picadas em cubo e 1 colher de sopa de manteiga. Basta ferver tudo em fogo baixo, e depois, acrescentar as maças.

Onde Comprar: o macis não é fácil de ser encontrado no mercado. Mas, na internet, por exemplo, é possível encontrar no site Bombay. O vidro de Macis inteiro com 10 gramas custa 18 reais.

Com informações da Revista Revide de janeiro de 2017 e do Armazém das Especiarias.