Por que a Aids não tem cura? Entenda…

Descoberta no início dos anos 80, a doença gera dúvidas até hoje. A maior delas, com certeza, é sobre a cura – a Aids tem cura? Essa parece ser uma pergunta feita por uma criança, daquelas bem difíceis de responde, e por que a Aids não tem cura você sabe?

Antes de respondê-la, entenda brevemente como o vírus do HIV funciona: ele é da imunodeficiência humana – por isso a sigla: human immunodeficiency vírus (HIV).

É encontrado em fluídos sexuais como o líquido pré-ejaculatório e o líquido lubrificante vaginal – além do sêmen, leite materno, sangue.

Todos os vírus são parasitas e tem material genético.

Está bem, aí você pergunta: “qual a diferença do HIV para a AIDS”? A AIDS é a síndrome da imunodeficiência adquirida (acquired immunodeficiency syndrome), logo, é quem está com a doença do vírus HIV.

Quem tem o vírus HIV sente alguns sintomas como mal estar, cansaço… Sintomas comuns que fazem com que as pessoas acreditem que não estão com a AIDS.

A doença é diagnosticada quando alguém tem contagem de células linfócitos T no sangue abaixo de 200 células por microlitro de sangue. Esse diagnóstico também pode ser feito pela observação de outras doenças como pneumocistose, caquexia e candidíase.

Reprodução: Google

E a cura – Por que a Aids não tem cura?

Isso não é uma “doença do diabo” como dizem, portanto, não há teoria da conspiração. O fato é que a cura da AIDS é mesmo muito complicada de ser encontrada.

E isso é fácil entender: os vírus se reproduzem quando entram em contato com o ser vivo. O HIV ataca as células, especialmente os linfócitos T. E a forma como eles se reproduzem é que faz toda a diferença…

Dentro do HIV, há o RNA (como se fosse o DNA dos seres humanos) e a transcriptase reversa, uma proteína que auxilia o trabalho do RNA.

Quando o vírus entra em contato com a célula, a transcriptase entra em ação. O RNA “finge” ser um DNA e entra na célula sem ser notado. Daí, esse RNA entra no nosso núcleo celular e se fixa no DNA, onde há todas as informações.

Rapidamente, a nossa célula se torna uma máquina de fazer novos vírus que infectam novas células e por isso não há cura – os organismos ficam com seus materiais genéticos infectados.

E, como todos sabem destruir o material genético de um paciente não é uma boa solução, por isso ainda hoje as pessoas que perguntam por que a Aids não tem cura, ainda encontram respostas vagas sem muitos detalhes.

A busca continua, a ciência não se deu por vencida e a cada dia que passe talvez esteja mais perto a solução do problema.

O que vale destacar é que em conjunto com as incessantes buscas pela cura, também são descobertas formas de se viver de maneira normal com a doença, que tem facilitado a vida de pessoas que convivem com o vírus, lembre-se a vida continua…

Esse artigo foi simplemente informativo para sanar, ao menos em parte a pergunta não repetida “Por que a Aids não tem cura”.

Da Redação